Idioma/Language: Português English
1979-2014 © All rights reserved
Sociedade Brasileira de Nefrologia





Seja bem-vindo ao site do JBN!

Desde setembro de 2009 o número mais recente do JBN terá o acesso restrito. Somente os associados quites com a SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia) poderão visualizar os artigos na íntegra.

Para acessar os artigos restritos o associado deve informar o endereço de e-mail que foi inserido durante o cadastro como associado da SBN. Para receber a senha de acesso em seu endereço de e-mail clique aqui.

É IMPORTANTE verificar se seu endereço de e-mail está cadastrado para poder acessar os artigos. Caso não tenha endereço de e-mail cadastrado preencha o formulário disponível clicando aqui.

Caso tenha alguma dúvida entre em contato com a secretaria do JBN através do e-mail jbn@jbn.org.br ou através do telefone (11) 5579.1242.

Vol. 32 nº 1 - Jan/Fev/Mar de 2010

Artigo Original

Páginas 35 a 38

Alterações anatômicas em pacientes com nefrolitíase
Anatomical alterations in patients with nephrolithiasis

Autores: Luis Alberto Batista PeresI; José Roberto Leonel FerreiraII; Ana Paula Kazue BeppuIII; Everaldo Roberto de Araújo JuniorIII; Gustavo VicenziIII; Ricardo Yukiharu Tsuge YamamotoIII

Como citar este Artigo



RESUMO:
INTRODUÇÃO: Nefrolitíase é uma doença multifatorial e tem relação com desordens genéticas e fatores ambientais. Cálculos renais são mais comuns em adultos e são associados com várias desordens metabólicas e anatômicas. As principais anormalidades anatômicas como obstrução da junção ureteropélvica, rim em ferradura, ureter duplicado completa ou incompletamente, pelve bífida e rim esponja medular são conhecidas como responsáveis pela formação dos cálculos. O objetivo deste estudo é avaliar alterações anatômicas em pacientes com nefrolitíase em nossa região. MÉTODOS: Estudo retrospectivo em 1.378 pacientes com evidência de formação recente de cálculos renais. Investigação laboratorial e análise química foram realizadas quando houve disponibilidade. Técnicas de imagens renais incluíram pelo menos ultrassonografia renal e urografia excretora. RESULTADOS: 1.378 pacientes com nefrolitíase foram atendidos, dentre os quais somente 367 (26,5%) foram submetidos à investigação anatômica e 132 (36,0%) tiveram pelo menos uma alteração anatômica. A idade média dos pacientes investigados foi de 36,8 ± 4,3 anos e 198 (54,5%) eram do sexo feminino. As alterações anatômicas mais frequentemente encontradas foram cisto renal, ureter duplicado completa ou incompletamente e obstrução da junção ureteropélvica. CONCLUSÕES: Alterações anatômicas foram encontradas em 36% dos pacientes investigados. Cisto renal, duplicação ureteral e obstrução da junção ureteropélvica foram as alterações anatômicas mais comuns neste grupo.

Descritores:
nefrolitíase, alterações anatômicas.

ABSTRACT:
INTRODUCTION: Nephrolithiasis is a multifactorial disease related to genetic disorders and environmental factors. Kidney stones are more common in adults and are associated with several metabolic and anatomical disorders. The major anatomical abnormalities, such as obstruction of the ureteropelvic junction, horseshoe kidney, complete or incomplete duplicated ureter, bifid pelvis, and medullary sponge kidney, are known to be responsible for stone formation. The objective of this study is to evaluate anatomical alterations in patients with nephrolithiasis in our region. METHODS: Retrospective study on 1,378 patients with evidence of recent formation of kidney stones. Laboratory investigation and chemical analysis were performed when stones were available. Renal imaging techniques comprised at least renal ultrasound and excretory urography. RESULTS: Of the 1,378 patients with nephrolithiasis cared for, only 367 (26.5%) (mean age, 36.8 ± 4.3 years) underwent anatomical investigation, of whom 198 (54.5%) were females. At least one anatomical alteration was found in 132 (36%) patients, the most common being renal cyst, completely or incompletely duplicated ureter, and obstruction of the ureteropelvic junction. CONCLUSIONS: Anatomical alterations were found in 36% of the investigated patients. Renal cyst, ureteral duplication, and obstruction of the ureteropelvic junction were the most frequently found anatomical alterations in the group.

Descriptors:
nephrolithiasis, anatomical alterations.


Para a exibição do conteúdo desse artigo utilize seu e-mail no Login e a senha 1234. Caso não consiga o acesso dessa forma, solicitamos entrar em contato com a secretaria do JBN no fone: 11-5579.1242
 
Login do sócio da SBN
   
JBN JBN JBN
GN1